SEGUIDORES

O QUE É PÁSCOA?




“Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu a vida juntamente com Cristo.” Efésios 1.4-5

Deus abençoe você e sua família.

MOACYR LUIZ DA SILVA


O QUE É PÁSCOA?
De onde surgiu essa festa?

Ela começou a ser comemorada cerca de 1500 anos antes de Cristo. Mas vamos contar a história a partir de Abrahão. Um homem velho, que aos 90 anos recebeu de Deus a promessa de que teria um filho, e levantaria uma nação da qual viria o Salvador do mundo.
De fato, 10 anos depois Sara, sua esposa, estéril e aos 90 anos, teve seu primeiro filho, Isaque. Isaque significa riso, porque ela não acreditou na promessa e riu.
Os netos de Isaque foram parar no Egito, fugindo de uma seca de sete anos que assolou a terra que depois viria a ser a Palestina. Foram escravizados por 400 anos, até quando já formavam um povo de mais de um milhão de pessoas. Então Deus levantou um outro homem velho, chamado Moisés, para libertar aquele povo da escravidão. Deus lhe deu poderes impressionantes. Você já deve ter assistido o filme “Os Dez Mandamentos”. Ele relata a história dessa libertação.

PRIMEIRA PÁSCOA
Um dia antes, de sair com o povo pelo deserto, Moisés instituiu a  Páscoa, a festa da libertação, conforme um ritual que o próprio Deus havia lhe recomendado. Na cerimônia havia a morte de um cordeiro (ovelha macho), de pouca idade, sem defeitos e sem manchas. Era um sacrifício que deveria ser repetido todos os anos para o perdão dos pecados daquele povo. Antes de ser morto, o cordeiro deveria ficar preso por quatro dias para ficar em observação. Se aprovado, era sacrificado na sexta feira, a carne repousava durante o sábado e era comida na festa de domingo.

POR QUE NÓS
Por cerca de 1.500 anos, os ancestrais de Jesus alcançavam o perdão dos pecados dessa forma. Quando Jesus começou a pregar dizendo: “Eu sou o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo”. Sem que desse conta do que estavam fazendo, prenderam Jesus no mesmo momento que prendiam o cordeiro, submeteram ao exame de Erodes e Pilatos. Diante da afirmação: Eu não vejo pecado neste homem”, crucificaram Jesus na sexta-feira, no horário em que o cordeiro deveria ser morto. Ele ficou sepultado no sábado e ressuscitou no domingo.
Nós cristãos herdamos a festa, com o mesmo significado de libertação de opressões do pecado, de religiosidades... Jesus é o nosso libertador. Os egípcios, por analogia, são as coisas que nos oprimem.

NOSSA LIBERTAÇÃO
Não permita que a singeleza dos coelhinhos e o sabor delicioso dos chocolates escondam de você a libertação espiritual. Nas orações noturnas não esqueça de confessar Jesus como senhor e libertador da sua vida. Essas palavras têm um poder que você desconhece. Eles representam o poder de Deus que, com palavras, criou todas as coisas do Universo.

Autoria: GEBIB – Grupo de Estudos Bíblicos do Banestado.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSCREVA-SE NO CANAL



Desculpe, Sr. da esquerda....

  Em poucos dias do ano (2022), já tive dissabor com a ESQUERDA. Questão de alguns anos, estava em grupo que era para ser apenas sobre CULTU...