SEGUIDORES

HISTÓRIA DO PAPAI NOEL, SEGUNDO O MAGO MERLIN (O quarto Rei Mago).


Por: Moacyr Luiz da Silva.


Deus criou o homem segundo sua imagem. Isto depois de ter criado tudo, deixou por final o homem e logo em seguida a mulher.
Por desobediência, como um filho desobedece ao pai, Adão e Eva foram expulsos do paraíso.

A humanidade foi caminhando, desviando dos conselhos do Pai, ao ponto que Deus resolveu, repovoar a terra. Escolheu NOÉ e casal de animais. Deus também amava os animais.

Ao orientar Noé a sair da arca, além de abençoar a raça humana, o Senhor abençoou também animais (Gênesis 8:15-17).

A terra foi dividida entre os três filhos de Noé, que deram origem a humanidade/regiões que conhecemos hoje.

Seus filhos: SEM, CAM e JAFÉ.
SEM deu origem ao povo Hebreu.
CAM deu origem ao povo árabe, egípcios e filisteus (que hoje é Iran e Iraque).
JAFÉ, deu origem ao povo Grego e a Europa, através de seu filho MESAQUE, a maioria do nosso povo (português, espanhol, italiano, etc.). 
Eu fiz um exame de DNA em março de 2018, pelo GENE BY GENE - 1445 Horth Loop West, Suite 820 - Houston, TX 77008. Consta na minha história  - https://www.myheritage.com.br/dna (sangue/DNA) a região da Finlândia e Polo Norte. Por isto, o Quarto Rei Margo (que conto mais à frente), se atrasou.

Passou-se então muitos e muitos anos. Deus quis presentear a humanidade, dando seu filho para viver entre nós. Ele foi filho de Maria. Foi exatamente como qualquer um de nós, com todos os sentimentos e necessidades, do contrário não faria lógica alguma.

A diferença é que foi um exemplo de ser possível ser humano e ser temente (*) a Deus e sem pecados. (*TEMENTE - Aplica-se neste caso, o sinônimo de RESPEITO e não de MEDO).

O nascimento Dele, em sua pobreza, em uma manjedoura, é o que realmente comemoramos nesta data. Nós ganhos o presente. 

O dia 25 de dezembro é apenas uma data simbólica, adotada pela Igreja, já que não se sabe exatamente o dia que Jesus nasceu. Estudiosos e teólogos, chegaram à "teoria" (conclusão?) que Jesus tenha nascido em março, como a passagem bíblica que diz que Cristo é levado a cidade na época da páscoa e havia acabado de completar a idade de 12 anos (LC 2:41-52).

O importante é termos uma data para comemorarmos o nascimento do Nosso Senhor Jesus Cristo. Uma data em que a família se reúne. Mas fica um ponto de interrogação.... NÃO FOI EM 25 DE DEZEMBRO.

Também, a Bíblia fala de três presentes e não TRÊS REIS MAGOS. Não sabemos ao certo quantos eram. Outra teoria ou lenda, usado, porém que não faz a menor importância.

De igual teoria, história, seja o que for, existe uma peça teatral sobre o QUARTO REI MAGO (lembrando que a Bíblia não é precisa em quantos Reis Magos eram). Nesta peça, muito bonita por sinal, este “quarto Rei Mago”, se perdeu dos amigos, ele morava mais longe (hemisfério norte). O que ele levava de presente, foi doando para necessitados. A peça diz que ele chegou no lugar de nascimento, sem presente algum e o menino Jesus já não estava lá. Este Rei mago (segundo a lenda), encontrou Jesus já na cruz. Ele disse que havia o procurado e que estava triste por não ter encontrado e entregue seus presentes. A peça (nada bíblico), diz que Jesus falou para ele” .... para cada pessoa necessitada que você entregou o presente, estava entregando para mim...

Pois é, seguindo este raciocínio, também vou fazer o meu conto sobre o Papai Noel.
Alguns povos atribuem sua morada no Extremo Norte, numa terra de neve eterna. Na versão americana, ele mora no Polo Norte. Outros ainda dizem que mora na Lapônia, Finlândia. Todas terras com neve (historicamente, terra dos Vikings).

Ainda existe certa oposição que se ensine as crianças a acreditar em Papai Noel. Outras que desvia das origens religiosas do propósito verdadeiro do Natal. Também em pessoas que marcam como símbolo da comercialização do Natal. O Papai Noel pode ser usado tanto para o bem como par ao mal. Se a história do Papai Noel é usada para tirar toda a atenção de Jesus e promover o materialismo, é ruim. Mas se é usada com sabedoria para ensinar sobre generosidade e amar outras pessoas, é boa.

Em meu conto, cujas passagens peguei de várias histórias e pesquisas, eu, como Papai Noel, digo que ver o sorriso de uma criança nesta data, não tem preço. Vou contar uma passagem que muito me marcou. Em um orfanato, um menino muito pequeno me procurou e me fez um pedido. Tive que me ajoelhar para olhar dentro dos olhos da criança e ele fez o pedido (eu pensando que ele ia me pedir brinquedos/presentes)..... Ouvi: “EU QUERO UM ABRAÇO!”

Bom, considerando que Jesus era cercado de crianças, o que explica ele não ser uma pessoa “carrancuda”. Na Bíblia, Mateus 18, em especial o versículo 3, fica claro o amor Dele para com as crianças.

Continuando com MEU CONTO. Existe uma teoria em que o MAGO MERLIN existiu realmente, porém não como pessoa, mas sim como um cargo. Tipo: “Conselheiro do Rei”. Então, puxando este conto para meu CONTO, vou dizer que Papai Noel existe, não como uma só pessoa. Por isto temos Papais Noéis em todos os cantos, em todo mundo. Cada um representando, segundo meu pensamento, O MENSAGEIRO QUARTO REI MAGO, para falar do presente maior, do aniversariante merecedor da comemoração natalícia.
NATAL, vem do sinônimo NATALÍCIO, que é NASCIMENTO. É isto que comemoramos, o nascimento de Jesus.

Falar de Papai Noel como um símbolo tradicional do Natal, é buscar várias passagens na história. A história mais antiga, vem dos Vikings. Eram da região da Península da Escandinávia no hemisfério norte. A palavra viking, tem o significado de “homens do norte. Conta a história que se reuniam no inverno rigoroso, em volta de uma fogueira e enfeitavam pinheirinhos. (PINHEIRINHOS DE HOJE?). Também, conta a história que o guerreiro Viking saia sozinho no seu trenó puxado por renas..... (ALGUMA COINCIDÊNCIA?). Quando retornava, voltava com a barba branca e os cabelos cobertos de neve. O branco e vermelho, diferente do que se diz sobre a Coca Cola (apesar de existir histórias de roupas com outras cores), o Viking vestia como símbolo de força e poder.
Nesta comemoração, os Vikings reuniam-se em festa, com muita fartura de alimentos, músicas etc. (ALGUMA COINCIDÊNCIA?).

Com o passar do tempo, considerando que os Vikings se converteram ao cristianismo, estes costumes dominaram a Europa. Misturou-se então a outras histórias, como o SANTA CLAUS, lenda idêntica ao folclore bizantino (época de troca de presentes na Grécia). Santa Claus foi inspirado em São Nicolau, arcebispo de Mira na Turquia, costumava ajudar as pessoas necessitadas.

Foi transformado em símbolo natalino na Alemanha e daí correu o mundo inteiro. Tornou-se mais popular no Estados Unidos e no Canadá no século 19.

Temos então a formatação do que hoje é o Papai Noel, as festas, comemorações, que levam a data simbólica de 25 de dezembro. Data de presentes, reunião familiar, fartura de alimentos. Época em que os que podem, devem se doar aos necessitados, naquilo que eles precisam. Seja com presentes (brinquedos), alimentos, roupas, e CARINHO, e a mensagem sobre o aniversariante.  Certamente Jesus diria: “.... para cada pessoa necessitada que você entregou o presente, estava entregando para mim...”

Cabe, a cada portador da função, lembrar sempre do aniversariante.


OH OH OH! FELIZ NATAL! VAMOS CELEBRAR O NASCIMENTO DE JESUS, NOSSO MAIOR PRESENTE. A ELE TODA HONRA E GLÓRIA!

FELIZ NATAL! OH OH OH.


PAPAI NOEL 2019









JUSTO E PERFEITO?



Vou me dedicar por um tempo, exclusivamente para chamar a atenção do STF. Não tenho formação “jurídica”, mas é tão simples o entendimento, que se torna desnecessário ter um certificado de HOMEM DA LEI, para discutir o assunto. Quando se diz “...JUSTO E PERFEITO”, não podemos ser “perfeitos”, mas que sejamos justos.

Não estou indignado (como a maior parte da nação) por UMA PESSOA BENEFICIADA, mas pela atitude que vai beneficiar milhares de pessoas do MAL.

Favorecendo uma pessoa, muitos criminosos serão soltos. Não adianta argumentar (seja quem for) que estou “desvirtuando”. Afinal quem foi o primeiro a ser solto? Coincidência? 

Vamos pensar só um pouquinho: O ex-presidente abriu mão da prisão domiciliar no final de setembro/2019 o HC estava pronto, antes da decisão do Colegiada do STF... Estranho, não é mesmo? Apesar de não ser uma acusação, gostaria de ter "respostas" para estes pontos.

Foi uma irresponsabilidade que os Ministros em questão, levarão nas costas pela vida inteira. Não desejo, mas se forem atingidos pelos que “soltaram”, lembre(m)-se do que fizeram impensadamente. Não preciso ser jurídico para chegar a esta conclusão. É o grande problema brasileiro, acho que nossas leis (que se contradizem), são por demais complicadas. Acho que é o país que mais LEIS têm. Acabamos por ter que INTERPRETAR e usar a HIERARQUIA de leis para analisar uma situação. Aliás, a base não foi a Constituição, o que pesou (foi preponderante), foi o Art. 283 do Código Processo Penal - Decreto Lei 3689/41.



Não argumentem sobre o Constituição (como foi feito pelo seis Ministros), afinal ela existia em 2016. Quando a maioria destes Ministros, que foram a favor do TRÂNSITO E JULGADO, MUDARAM DE OPINIÃO EM TRÊS ANOS? Será que houve alteração na CONSTITUIÇÃO neste lapso de tempo?

 A Constituição deve ser plena (E MAIOR), não separada em artigos que venha a beneficiar uma situação. O VOTO deve levar em consideração TODO O CONTEXTO constitucional. Ainda teimo (precisa ler os VOTOS DE 2016) que se muda tão facilmente de opinião/interpretação?


MOACYR LUIZ DA SILVA
COLOMBO – PR



Direito de criticar é prerrogativa constitucional assegurada
O direito à crítica, à ironia e ao mau gosto
As opiniões veiculadas, ainda que de caráter mordaz, irônico ou mesmo de algum mau gosto - um critério subjetivo - fazem parte do jogo democrático.

INSCREVA-SE NO CANAL



A ÚLTIMA PALAVRA, SEMPRE É A MINHA...