SEGUIDORES

ANARQUISMO !


SOU UM ANARQUISTA !

Por: Mago Merlin – O Obscuro Seixas (Vulgo: Moacyr).
Nada é 100 %. Só você é 100 %. Por esta analogia, eu digo que pessoas (não é privilégio do MAGO), não concordam 100 % com tudo. Pessoas de personalidade, consegue separar  TUDO o que lhe convém....rsrsrs., ou o que concorda. Do mais (do resto), são ZUMBIS sem vontade própria.
Estou falando isto para pontear os pontos concordantes que tenho com o ANARQUISMO.

Vale informar que UM DOS MEUS APELIDOS (ganhei e gostei....rsrs)., é  MIKHAIL BAKUNIN.

 

Além da pesquisa abaixo, faço questão de mencionar dois grandes artistas e suas músicas ideológicas: JOHN LENNON com a música IMAGINE (maio de 1971) e RAUL SEIXAS – SOCIEDADE ALTERNATIVA  (1974). DOIS GRANDES ANARQUISTAS...rsrsrs.

 

Pesquisa na NET (pode conferir), dos pontos concordantes com o MAGO (o resto..... é resto, não concordo...)


Anarquismo é uma ideologia política que se opõe a todo tipo de hierarquia e dominação,
Etimologia e terminologia
O termo anarquismo é composto pela palavra anarquia e pelo sufixo -ismo, derivando do grego ἀναρχος, transliterado anarkhos, que significa "sem governantes", a partir do prefixoἀν-, an-, "sem" + ἄρχή, arkhê, "soberania, reino, magistratura" + o sufixo -ισμός, -ismós, da raiz verbal -ιζειν, -izein.

Europa e nos Estados Unidos, surgiram grupos de influência anarquista promovendo o primitivismo e estilos de vida alternativos; diversos movimentos da juventude, como os provoshippies e punks, adotaram ideias anarquistas...



A quarta onda terminou com o fim do bloco soviético e do socialismo real, com a queda do Muro de Berlim e o desmantelamento da União Soviética...

Princípios políticos e ideológicos do anarquismo
...que tem em vista a constituição de uma sociedade libertária baseada na ajuda mútua e na livre associação...
Estado
Errico Malatesta, anarquista italiano, define o Estado como sendo "um conjunto de instituiçõespolíticas, legislativas, judiciárias, militares e financeiras". Para os anarquistas, o Estado é responsável por alguns tipos de dominação, como a coação física e a dominação político-burocrática. 
Bakunin ao afirmar que "quem diz Estado, diz necessariamente dominação e, em consequência, escravidão; um Estado sem escravidão, declarada ou disfarçada, é inconcebível; eis porque somos inimigos do Estado". 

INSCREVA-SE NO CANAL



A ÚLTIMA PALAVRA, SEMPRE É A MINHA...