SEGUIDORES

SUMÉRIOS, VIKINGS e TEMPLÁRIOS.

 






SUMÉRIOS, VIKINGS e TEMPLÁRIOS.

 

 

 

https://www.hipercultura.com/invencoes-dos-sumerios-que-fazem-parte-do-nosso-dia-a-dia/

 

Os sumérios foram um dos povos mais antigos de que se tem notícia. Habitantes da região sul da Mesopotâmia (onde hoje se localizam o Iraque e o Kuwait), sua civilização prosperou entre os anos 4100 e 1175 a.C.

 

1.    Os sumérios inventaram a escrita

2.     O primeiro sistema de leis é sumério

3. O primeiro sistema de contagem do tempo também é sumério

4     – As primeiras escolas datam de 3000 a.C.!

5. Os sumérios inventaram a Assembleia Legislativa

6. Os sumérios inventaram o primeiro manual de medicina

 

7. Os sumérios inventaram a irrigação

 

8. Os primeiros veículos com rodas foram fabricados pelos sumérios

 

9. Bem antes da Bíblia, eles já contavam o mito do Grande Dilúvio

 

10. A primeira cidade do mundo

 

 

Referências

KRAMER, Samuel Noah. History Begins at Sumer Thirty­ - Nine Firsts in Recorded History. Filadélfia: University of Pennsylvania Press, 1981.

 

KRAMER, Samuel Noah. The Sumerians - Their History, Culture and Character. Chicago: The University of Chicago Press, 1963.

 

Acient History Enciclopedia. "The Ancient City"

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Sum%C3%A9ria

 

 

 

Tecnologia

 

Exemplos da tecnologia suméria incluem: serras, couro, cinzéis, martelos, braçadeiras, brocas, pregos, alfinetes, anéis, enxadas, machados, facas, lanças, flechas, espadas, cola, adagas, odres de água, caixas, arreios, barcos, armaduras, aljaves, bainhas, botas, sandálias e arpões. (em negrito, alguns objetos usados pelos Vikings, milênios depois)

 

Os sumérios possuíam três tipos de barco: os barcos de pele, feitos a partir de cana e peles de animais; os barcos a vela, caracterizados por serem feitos com betume, sendo à prova d'água; os barcos a remo (com remos feitos de madeira), às vezes usados para subir a correnteza, sendo puxados a partir de ambas as margens do rio por pessoas e animais.

 

OPINIÃO MOACYR

Segundo minhas pesquisas e o resultado de exame de DNA, faço a pergunta (para não incorrer no mesmo risco da “história mentirosa escrita”), já ouvi ou li em algum lugar em algum tempo (rsrsrsrs), que o Jardim do Éden, possa ter sido exatamente na região da MESOPOTÂMIA.

Independente disto, certo ou errado, a história escrita (ver fontes acima), diz que eles surgiram como primeira civilização conhecida, historiadores modernos sugeriram que a Suméria foi estabelecida permanentemente entre c. 5 500 e 4 000 a.C.


Uma cidade mais antigas dos sumérios, foi a cidade de Ur. Também uma das maiores. Existem evidências arqueológicas.  Como já escrito, na Mesopotâmia (rios Tigre e Eufrates), hoje Iraque. Ali nasceu Abraão, depois foi para Canaã. Acredito que deu origem aos SEMITAS. Lembrando que deriva do filho de NOÉ, o SEM.

Naquela “confusão”, antes da colonização do mundo velho, os descendentes de Noé, conviviam na mesma região.

Também acredito que os egípcios (antigo Egito), tenha originado do povo de UR (sumérios).

Do mundo antigo, primeiro foi a Grécia, depois Roma (753 a.C.). Roma foi uma junção de povos, também de Gregos. Isto já na imigração dos filhos de Noé. A parte da Europa, incluindo ROMA/ITÁLIA, descendentes de JAFÉ e seu filho MESAQUE. Aos poucos, povoando toda Europa, incluindo o Leste da Europa (Rússia).

 

Na divisão de terras entre os filhos de Noé, não existia delimitação geográfica que entendemos hoje, por isto, em cada região poderiam existir descendentes de filhos diferentes de NOÉ.

Na cronologia, a China veio depois da Grécia e Roma. Territórios enormes, considerando a RÚSSIA com CHINA (limítrofes).

 

Mais recente do MUNDO ANTIGO, os países germânicos e países baixos, ou germânicos Ocidentais (incluindo aqui Inglaterra). Também a Europa Latina (parte Itália, Portugal, Espanha, etc.).


Mais uma vez, confrontando com meu resultado de exame de DNA da FAMILYTREE, cronologicamente, derivado do DILÚVIO, por isto, referências apontadas acima, dizem que eles sabiam do dilúvio antes da escrita na Bíblia.

Seguramente (s.m.j.), originados de um dos filhos de NOÉ.


Conforme diz os estudos da FAMILYTREE (https://www.familytree.com/ ), sobre meu DNA, a chance de encontramos parentes de sangue (DNA) no mundo, é muito grande. Reforçando minhas argumentações, quem acredita na Bíblia, a terra foi repovoada a partir de NOÉ, dívida para seus três filhos. SEM, CAM e JAFÉ.

Quer queira ou não, também sou criacionista, tem muita semelhança de povos diferentes, dado a origem. Como teimo em dizer, as coisas mudam, mas o SER HUMANO, sempre foi e sempre será o mesmo, desde sua criação. Então não é difícil fazer uma análise perceptiva dos acontecimentos.

 

Sobre os SUMÉRIOS, o que me chama a atenção, é a semelhança de procedimentos e “invenções”, com outros povos, em especial os VIKINGS. No caso dos Vikings, a semelhança no conhecimento da navegação (os barcos eram parecidos, isto, quase cinco mil anos depois), construções etc.

 

OS SUMÉRIOS, são filhos de CAM, segundo estudos da FT (FamilyTree), os europeus, filhos de JAFÉ – MESAQUE. Origem dos VIKINGS.

Voltando ainda “nas semelhanças” (quero que alguém me prove ao contrário, estou fazendo uma analogia, provem que estou errado), os SUMÉRIOS estiveram (como os Vikings e Templários) na América do Sul. Existem vestígios arqueológicos que provam isto (*). Quero que alguém me diga o contrário, que o CAMINHO DE PEABIRU (América do Sul), não foi feito pelos SUMÉRIOS. A arqueologia comprova até que a linguagem Tupi/Guarani, tem semelhança com a língua suméria. Os indígenas, conforme fontes, falam sobre os SUMÉ (de sumérios?), criadores do CAMINHO DE PEABIRU. Já a igreja romana, fala sobre caminhos de São Tomé. Ora, a igreja romana conheceu a história dos sumérios, muito recente (comparado com o tempo), questão de três ou quatro séculos passados.

(*) FONTE: Arqueologia prova que Presença dos Sumérios na América do Sul = https://thoth3126.com.br/arqueologia-prova-que-presenca-dos-sumerios-na-america-do-sul-aconteceu/

Referências:

 

CHILDRESS, D. H. Tecnologia ancestral no Peru e Bolívia: 1. ed. Tietê: Anunaki, 2015

PIERRE, A. Enigmas: a história secreta da humanidade: 1. ed. Tietê: Anunaki, 2015

PIERRE, A. Sumérios na América. Revista Enigmas, Piracicaba, 7 ed., 26-43 , 05/19

WINTERS, C. W. Ancient Scripts in South America: The Sumerians in South America: 1. ed. EUA: CreateSpace Independent Publishing Platform, 2015

UCLA – Disponível em: <https://cdli.ucla.edu/search/search_results.php?SearchMode=Text&TextSearch=&PrimaryPublication=&order=PrimaryPublication&Author=&PublicationDate=&SecondaryPublication=&Collection=&AccessionNumber=&MuseumNumber=&Provenience=&ExcavationNumber=&Period=old+bab&DatesReferenced=&ObjectID=&ATFSource=&CatalogueSource=&TranslationSource=&ObjectType=&ObjectRemarks=&Material=&SealID=&Language=&Genre=royal&SubGenre=&requestFrom=Search>. Acesso em: 23 maio 2019.

RIVERSIDE – Disponível em: <http://www.faculty.ucr.edu/~legneref/archeol/archeol.ind.htm>. Acesso em: 23 maio 2019.

CAMINHO DE PEABIRU

https://conteudo.solutudo.com.br/botucatu/rota-do-peabiru-para-encantar-a-historia-de-voces/

 

 

WIKIPEDIA – Disponível em: <https://es.wikipedia.org/wiki/Fuente_Magna>. Acesso em: 23 maio 2019.

 

IGREJA ROMANA, foque nesta questão que vou abordar até o fim.

 

VIKINGS

Bom, voltando para frente na história, por volta dos anos 600 d.C., estudos apontam os VIKINGS (pode ser que seja anterior, considerando a distribuição de terras para os filhos de NOÉ).

Muita semelhança com os SUMÉRIOS (derivado de conhecimento e genética), até a embarcação e os desbravamentos, até mesmo rota marítima. Deixo um ponto de interrogação, que os estudiosos me apontem fonte.

Quero aqui deixar um ponto de interrogação (mais um). Alguns estudiosos, dizem que a era Viking durou apenas três séculos. É um curto período de um povo, mas que fizeram história, são lembrados mais que outros povos antigos. Lembrando que não foram extintos, mas convertidos ao cristianismo e imigraram para diversos países, sempre levando parte de sua cultura. Hoje já se admite que eles tiveram uma enorme contribuição na tecnologia marítima e na construção de cidades

 

Nesta época (apontada em escritas), a Igreja Romana, já tinha três ou quatro séculos de existência (pós Constantino).

Nem vou me alongar na história ROMANA, que não é meu interesse. Eles dominaram grande parte do mundo, apesar da queda do império, logo veio a Igreja, que ainda dita normas para boa parte do mundo (publicam só o que é do interesse). Através da Igreja Romana, só o que era conveniente foi salvo de escrita. Muitas foram destruídas, assim como algumas, estão a sete chaves no VATICANO (apenas um exemplo, sobre os Templários. A Igreja não abre os livros....). Quer dizer, mesmo com a queda do império, ROMA continuou influenciando o mundo (até hoje).

 

Então, tudo que lemos, excetos OS LIVROS INSPIRADOS POR DEUS e escrito pelos Profetas (O LIVRO SAGRADO), têm interesses reproduzidos. Por isto sempre alego ler sempre os dois lados de uma mesma história, assim como, tentar ler entrelinhas, ver a cabeça do autor na escrita, principalmente o INTERESSE.

Fácil este meu argumento, é só ver a história do Brasil. Está em livros, é ensinada em escolas.... Quando vemos as mentiras, por exemplo, a colonização da América do Sul (Brasil), em que Sumérios, Vikings e Templários estiveram aqui antes de Cabral...... Nem vou perder tempo em falar sobre Pedro I, a expulsão dos franceses e holandeses, guerra do Paraguai (uma mentira só). Como é fácil de perceber o “interesse”. Em cada ocasião, estava a igreja romana (Jesuítas).

 

Voltando no tempo (em que parei), acabei achando a ligação que faltava entre Vikings e Templários.

Os Vikings invadiram a Inglaterra (Reino Unido) e depois a França. Houve, portanto, uma mistura de povos, tanto na Inglaterra como França, teve reis e nobres Vikings.

Entre os anos 800 e 900, houve a aproximação dos Vikings e, por vez, reinado. Para a Igreja Romana, quem não era cristão, eram BÁRBAROS. Quase no primeiro milênio, os Vikings foram convertidos ao cristianismo.

 

TEMPLÁRIOS

Época do surgimento das cruzadas e dos Templários (por volta dos anos 1.100). Os Templários, surgiram com cavaleiros da cruzada e nobres, quando a igreja romana, permitiu o surgimento de uma nova ordem, a que defenderia o Templo de Salomão (daí a derivação TEMPLÁRIOS).

O seu fundador (HUGO DE PAYENS, foi casado com CATHERINE SAINT CLAIR (descendente de VIKINGS).

Os St. Clairs/Sinclairs são uma das mais intrigantes e notáveis famílias da história e foram importantes na Escócia e em França desde o século XI. (Curiosamente, o seu nome de família derivou do mártir escocês Saint-Clair, que foi decapitado.) Hugues e Catherine visitaram as terras dos St. Clair, próximas de Rosslyn, e fundaram ali o primeiro posto avançado da Ordem dos Cavaleiros Templário da Escócia, o qual se tomou o seu quartel-general.

 

Pronto, achei o elo....rsrsrsr. Eu estava curioso por semelhanças: EXCELENTES NAVEGADORES – CONSTRUTORES – FIZERAM A MESMA ROTA MARÍTIMA (em tempos diferentes), tanto América do Norte como América do Sul.

 

Jamais a Igreja Romana admitiria que o Novo Mundo não fosse desbravado por católicos romanos. Provoco quem esteja lendo, para buscar escritas sobre tudo que estou falando (SUMÉRIOS – VIKINGS e TEMPLÁRIO), tanto em escrita como na NET.

Tente colocar no Google sobre as semelhanças entre SUMÉRIOS – VIKINGS e TEMPLÁRIOS.

Eu costumo dividir (segundo minha ótica) a Europa. Germânica da Latina (ou LATRINA?), em especial Espanha e Portugal (Península Ibérica). Pois bem, a América do Sul, foi COLONIZADA pela Europa Latina. Agora, compare com os povos colonizados pela Europa Germânica...... É MUITA DIFERENÇA..... (EUA, CANADÁ, AUSTRALIA etc.).

 

Cabe aqui uma informação. Cristóvão Colombo era JUDEU. Só foi permitido a navegar, quando a igreja exigiu que ele se converte-se ao cristianismo.

 

Depende do que você considera como Roma. Para mim, Roma existiu de 753 a.C., data de sua fundação, até 1461, data da Queda de Trebizonda. Ou seja, Roma teve sim conflitos com os vikings, contudo não no período da Roma clássica (até +- 500 d.C.). Os bizantinos tiveram vários conflitos com os russos de Kiev, que eram vikings, que até sitiaram Constantinopla no século X. Com a conversão dos russos para o cristianismo ortodoxo, as relações se estreitaram e uma aliança foi forjada. O Imperador Basílio II Boulgaroktonos (976-1025) casou a sua irmã Anna Porphyrogennita ao Grão Príncipe de Kiev, Vladmir. Vladmir enviou oito mil soldados vikings a Constantinopla, para servir no exército bizantino. Basílio II, então, criou a Guarda Varanguiana (Varangue = viking), a elite do exército bizantino e os guarda-costas pessoal do imperador. Os soldados, todos vikings, eram tão valorizados no exército que os imperadores relutavam em mandá-los para batalha, não por causa de incompetência ou deslealdade, mas sim pelo medo de perdê-los. Os varangues foram decisivos na Batalha de Sírmio e na resistência bizantina na Sicília. Grande parte da Guarda se desintegrou depois da Quarta Cruzada (1204), mas alguns vikings continuaram servindo em Constantinopla pelo menos até 1400, os chamados Pelikiphoroi, descendentes gregos dos vikings que ainda usavam o típico machado nórdico. O famoso rei noruguês, Harald Hardraada, morto na Batalha de Stamford Bridge, em 1066 na Inglaterra, serviu na Guarda Varanguiana por um bom tempo. Veja o link da fonte para mais informações (em inglês. Acredite em mim, você NUNCA vai achar informações úteis sobre esse assunto em português):

 

Fonte(s): http://en.wikipedia.org/wiki/Rus'%E2%80%93Byzantin...

Fonte(s): http://wiki.answers.com/Q/Was_the_Roman_Empire_aff... http://pt.wikipedia.org/wiki/Vikings

 

 

Além da diferença (ENORME) cultural, vou pinçar apenas uma questão. O escravo africano nos EUA, se converteram ao cristianismo. O escravo africano latino (em especial o Brasil), “misturou” suas crenças e santos com a igreja romana (sincretismo). Quase a mesma coisa da origem da igreja romana (Constantino) que procurou agradar cristãos e romanos e “adaptou santos”, com deuses pagãos.

 

Como faço o papel do PAPAI NOEL, estudei e pesquisei, como também tenho 5 % de sangue FINLANDÊS, já escrevi sobre o assunto, mas informo aqui, também para justificar meus argumentos da IGREJA aceitar costumes e adaptar datas e santos. Quando eu falar: REUNIAM-SE NO DIA 25 DE DEZEMBRO... ENFEITAVAM PINHEIRINHOS..... TINHAM CABELOS E BARBAS BRANCAS.... TRENÓS... RENAS.... VESTIAM DE VERMELHO (caçadores)..... DE QUEM ESTOU FALANDO?

A VERDADEIRA ORIGEM DO PAPAI NOEL

https://www.magomerlin.blogdomoa.com/2018/12/a-verdadeira-origem-do-papai-noel.html

 

Pois é, de COSTUME VIKING, até a data 25 de dezembro. Baldur, o Deus da Luz e do Sol, da Mitologia Nórdica.

 

VIKING HISTÓRIA

 https://aminoapps.com/c/universomitologico/page/blog/quadro-historia-dos-vikings-02-etimologia/MQKb_E0QCkua12XljlRe0ze6oN70KD60jZ4#:~:text=Ad%C3%A3o%20de%20Bremen%2C%20historiador%20eclesi%C3%A1stico,germ%C3%A2nicos%5Dchamamos%20de%20Ashmen%22.

 A partir do final do século VIII até ao século XI

 Hoje já se admite que eles tiveram uma enorme contribuição na tecnologia marítima e na construção de cidades

 Os vikings a partir do século VII começaram a sair da Escandinávia, indo para as regiões próximas

 "homens do norte"

 Adão de Bremen, historiador eclesiástico germânico, afirmou, aproximadamente em 1075, que o termo viking era usado pelos próprios dinamarqueses. Ele escreve: "... Os piratas a quem eles [dinamarqueses] chamam de Vikings, mas nós [os germânicos] chamamos de Ashmen". Se a origem da palavra viking for escandinava deve ser relativa à vig (batalha), ou vik (riacho, enseada, fiorde ou baía). Se por outro lado, a palavra viking não for de origem escandinava, pode estar relacionada à palavra "acampamento" - do inglês antigo wic e do latim vicus.

 A terra natal dos vikings era a Noruega, Suécia e Dinamarca.

 Os vikings costumavam usar lanças (como o deus Odim) e machados e seus capacetes não possuíam chifres (como são apresentados). Viajavam em barcos rápidos chamados dracares, "dragão", por terem uma cabeça do mítico animal esculpida na frente. A velocidade desses barcos facilitava ataques surpresas e fugas quando necessário.

 As diversas nações vikings estabeleceram-se em várias zonas da Europa:

 Os dinamarqueses navegaram para o sul, em direção à Frísia, França e partes do sul da Inglaterra. Entre os anos 1013 e 1042, diversos reis vikings, como Canuto II da Dinamarca, chegaram mesmo a ocupar o trono inglês;[26]

 Em 865, o Grande Exército Pagão invadiu a Inglaterra. Eles controlaram boa parte da Inglaterra pelos dois séculos seguintes. Um dos últimos reis de toda a Inglaterra até 1066 foi Canuto, conhecido como "o Grande", que governava a Dinamarca e a Noruega simultaneamente.

 Em 871, uma outra grande esquadra navegou pelo rio Sena para atacar Paris. Eles cercaram a cidade por dois anos, até abandonarem o local com um grande pagamento em dinheiro e permissão para pilhar, desimpedidos, a parte oeste da França.

 Em 911, o rei da França elevou o chefe da Normandia a Duque em troca da conversão ao cristianismo e da interrupção das incursões. Do Ducado da Normandia veio uma série de notáveis guerreiros como Guilherme I, que conquistou a Inglaterra em 1066; Roberto de Altavila e família, que tomaram a Sicília dos árabes entre 1060 e 1091 e Balduíno I, rei cruzado de Jerusalém.

O período compreendido entre as primeiras invasões registradas na década de 790 até a conquista normanda da Inglaterra, em 1066, é conhecido como a era viking da história escandinava

  Curiosidade: Braceletes Vikings.

''Os dinamarqueses adoravam braceletes. Quanto mais braceletes um homem possuísse, mais era considerado, porque os braceletes eram resultado de sucesso. Ragnar tinha braceletes de prata e de ouro, braceletes esculpidos com dragões e braceletes incrustados com pedras brilhantes. Quando ele se movia era possível ouvir as peças fazendo barulho. Os braceletes podiam ser usados como dinheiro, se não houvesse moedas. Lembro-me de ter visto um dinamarquês tirar um bracelete e despedaçá-lo com um machado, depois oferecer a um mercador os pedaços, até que a balança mostrasse que ele havia pagado em prata suficiente.'' -Uhtred , O último Reino, Bernard Cornwell.

Vikings eram doidos por broches. Foi encontrada uma profusão deles nos túmulos dos chefes, todos em bronze, prata e ouro. Eram usados para segurar mantos e xales – alguns chegavam a pesar 1 kg. Colares e braceletes também faziam parte do traje cotidiano da classe alta e distinguiam ricos e pobres. Até dava para saber a conta bancária pelas joias. Funcionava assim, segundo um relato árabe feito em 920: a mulher cujo marido tinha 10 mil dirhams (a moeda de prata árabe) usava um colar de ouro maciço; e a cada 10 mil dirhams a mais, ganhava um novo colar, e assim por diante. Algumas mulheres tinham vários deles, com berloques com símbolos pagãos, como o martelo de Thor, um dos símbolos mais usados.

Fontes:

Livro - Bernard Cornwell, Crônicas Saxônicas

SUPER Vikings – A história real

ROMANOS X VIKINGS

O Império Romano do Ocidente não foi afetado pelas invasões vikings, porque a ascensão destes ao poder só veio a acontecer após a queda de Roma. Os romanos sempre estiveram muito atentos às movimentações dos Vikings, entretanto, e até mesmo utilizaram escandinavos no seu exército. Entre finais do século VIII e do século XI os Vikings pilharam, invadiram e colonizaram as costas da Escandinávia, Europa Setentrional e ilhas Britânicas, tendo chegado à Groelândia e à costa da América do Norte. Esse período de expansão desses povos é denominado de Era Viking. Embora sejam conhecidos principalmente por impor terror e causar grande destruição, eles também fundaram povoados e fizeram comércio pacificamente. A imagem histórica dos vikings mudou um pouco ao longo dos tempos, e hoje já admite-se que eles tiveram uma enorme contribuição na tecnologia marítima e na construção de cidades. O Império Romano do Oriente manteve um intenso relacionamento comercial com os Vikings.

 

Fonte(s): http://wiki.answers.com/Q/Was_the_Roman_Empire_aff... http://pt.wikipedia.org/wiki/Vikings

 

Esquecer os ancestrais é como ser um riacho sem nascente, uma árvore sem raízes. Provérbio Chinês.

 

“Consulte as gerações passadas e observe a experiência de nossos antepassados. Nós nascemos ontem e não sabemos nada. Nossos dias são como sombra no chão. Os nossos antepassados, no entanto, vão instruí-lo e falar a você com palavras tiradas da experiência deles”. (Jó 8,8-10).

"O que aprendemos com a história é que as pessoas não aprendem com a história." (Warren Buffett)

 

"Se queres prever o futuro, estuda o passado." (Confúcio)

 

QUEM NÃO DA VALOR AO PASSADO, NÃO COMPREENDE O PRESENTE E TORNA-SE INDIGNO DE VIVER O FUTURO".....  



COINCIDÊNCIA? 

BARCOS RÁPIDOS SEM CASCO/QUILHA/CALADO

SUMÉRIOS E VIKINGS

BONS NAVEGADORES

SUMÉRIOS, VIKINGS E TEMPLÁRIOS

BONS CONSTRUTORES

SUMÉRIOS, VIKINGS E TEMPLÁRIOS

DESBRAVADORES (estiveram na mesma rota marítima).

SUMÉRIOS, VIKINGS E TEMPLÁRIOS

EXCELENTES GUERREIROS

SUMÉRIOS, VIKINGS E TEMPLÁRIOS

PIRATAS (Estudar sobre JOLLY ROGER)

VIKINGS E TEMPLÁRIOS



Jolly Roger é nome dado às típicas bandeiras piratas, mais concretamente à típica bandeira cujo fundo é preto e tem uma caveira branca com dois ossos cruzados. Relação com os Cavaleiros Templários, pois estes usavam uma bandeira de fundo vermelho com tíbias cruzadas quando adaptaram a forma de vida pirata, depois de a sua ordem ter sido dissolvida em 1312, por suspeita de heresias, pelo Papa Clemente V.


Na mesma linha de pesquisa e COINCIDÊNCIAS, não posso deixar de lado (o meu apelido) o MAGO MERLIN. Ele realmente existiu, não como pessoa, mas como um cargo, equivalente a CONSELHEIRO DO REI (Britânico).

 

 


INSCREVA-SE NO CANAL



A ÚLTIMA PALAVRA, SEMPRE É A MINHA...